sábado, 29 de junho de 2013

GREENPEACE - Día de Acción Global contra el carbón

Noticias del sitio Web de GREENPEACE:
http://www.greenpeace.org/espana/es/Blog/da-de-accin-global-contra-el-carbn/blog/45769/


Día de Acción Global contra el carbón
Entrada de blog por Campaña de Energía y Cambio Climático de Greenpeac - junio 28, 2013 a las 12:34

Mañana se celebra el Día de Acción Global  contra el carbón, una jornada festiva que, con más de 70 eventos, denunciará en 12 países la adicción de nuestros gobiernos a la quema de carbón para la producción energética.

Varios informes recientes, han demostrado que el carbón mata, desde que se extrae hasta que se quema y no sólo porque contribuye al cambio climático, también por las malas condiciones en los que trabajan algunos mineros o por la contaminación de las emisiones derivadas de la quema de carbón.


Algunos ejemplos:
En India sólo la contaminación de la quema de carbón ha causado entre 85.000 y 115.000 muertes en 2011 y 2012 y ha costado al Gobierno entre 3.300 y 4.600 millones de dólares. En China, además de agravar significativamente el problema de contaminación ambiental, el carbón está destruyendo la biodiversidad de las áreas mineras y generando graves problemas de gestión de residuos. En Australia la quema de carbón está acabando con la gran barrera de coral que, por el ecosistema al que da apoyo y por su belleza inigualable ha sido declarada Patrimonio de la Humanidad.

Pero los impactos del carbón no sólo suceden lejos, el último estudio presentado por Greenpeace pone de manifiesto que la contaminación derivada de las 300 mayores centrales térmicas de la Unión Europea se cobró 22.000 vidas humanas en 2010 y que, en España, el carbón causó 500 muertes en 2010  a pesar de ser uno de los peores años para el sector que no consiguió la presencia deseada en el mix energético.

Cuesta creer que países como el nuestro, pioneros en la producción de tecnologías renovables, sigan produciendo electricidad mediante el carbón, pero así es. Y no sólo con las plantas existentes, a base de subvención. Lo más grave es que España, lejos de aprovechar la sobrecapacidad instalada para ir cerrando las viejas centrales de carbón planea construir nuevas “fábricas de cambio climático”. Un ejemplo de ello es un nuevo grupo de generación a base de carbón que quiere instalarse en la Central Térmica de Los Barrios (Cádiz) algo que desde Greenpeace trabajamos para impedir, como lo hacemos, también, en otros países como Alemania o Polonia, en los que los gobiernos siguen permitiendo la instalación de nuevas plantas de quema de carbón.

El Día de Acción Global llega en un momento clave: los imperativos climático y económico marcan una senda de reducción de emisiones que el sector -con gran poder económico y polítco en el mundo- se niega a aceptar. Pero en algo hemos avanzado: la ciudadanía tiene cada vez más claro que las barreras a la [R]evolución Energética no son ni técnicas ni económicas y sale a la calle para denuncia que Gobiernos como el de España supediten sus derechos a la vida o a la salud a los intereses económicos de los grandes empresarios del sector.


quarta-feira, 26 de junho de 2013

Bola de futebol - Sorteio de 26/06/2013

Estamos divulgando os ganhadores do sorteio de 26/06/2013.

São eles:
João Maria Jonny, que vai receber pelo correio uma bola Cafusa por ter avatar na Rede Azerox!
Parabéns!

E mais: Aroldo Mattos, Adalberto Triunfo, Cristiane Barcelo, Ricardo Hayama Reis.
Parabéns a todos!
Estes levam uma bola de futebol cada um.

Estes sortudos devem responder os emails que foram encaminhados, com as informações de endereço para que possamos enviar seus prêmios pelo correio!

Dia 03/07/2013 teremos mais um sorteio! Serão mais 5 bolas, e é muito fácil de participar.
Ainda está em tempo. Corra!


Para isso, faça seu cadastro na Rede Azerox com a sua conta de Facebook.
Ao permitir nosso APP, você poderá postar suas mensagens com sua voz (alem de texto e imagem), e enviá-las também para o seu Facebook, e assim a sua voz estará lá, na sua timeline. Vamos experimente e veja como é fácil!





Olha quem já está usando o AZEROX APP para colocar sua voz no Facebook!


terça-feira, 25 de junho de 2013

GREENPEACE - Why risk this beautiful place for coal?

News from Greenpeace Austrália:
http://www.greenpeace.org/australia/en/news/climate/Too-precious-to-lose/
http://www.greenpeace.org/international/en/news/Blogs/makingwaves/one-year-after-rio20/blog/45680/

Why risk this beautiful place for coal?
Feature Story - 25 June, 2013


Until the coal industry moved in, Abbot Point was just another stunning beach in far north Queensland. But the wetlands behind Abbot Point were always something special.
The traditional owners of Abbot Point have lived here for many thousands of years. But change is on its way.
Coal companies think Abbot Point would make a better shipping port than beach. Today, industrialisation is digging deep into this beautiful country.
Help keep this and other beautiful spots in the Great Barrier Reef safe by making a fully tax-deductible donation to Greenpeace by June 30.

What is now a single terminal could become massive over the next decade. Right now, four new terminals in the planning stage.
And to make that kind of expansion possible, coal companies have applied for permission to dredge Abbot point – that is rip up the seabed and dump the sediment (known as "dredge spoil") in the Great Barrier Reef Marine Park off Holbourne Island National Park.
Help get the word out about the dreadful plan - please share this video with your friends and family online.

WWF - JMJ e WWF trabalham juntas por uma mensagem de sustentabilidade

JMJ e WWF trabalham juntas por uma mensagem de sustentabilidade
Noticias do site da JMJ:
http://www.rio2013.com/pt/noticias/detalhes/2489/jmj-e-wwf-trabalham-juntas-por-uma-mensagem-de-sustentabilidade

24/06/2013 - JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 selou uma parceria com a ONG internacional WWF para fomentar a educação ecológica dos jovens e discutir a sustentabilid
ade do evento. A ONG vai produzir uma série de cinco vídeos com temas sobre meio ambiente, água, biodiversidade e pessoa, mudanças climáticas e energia sustentável e Amazonas. O objetivo é inspirar na juventude uma consciência ambiental.

Segundo o arcebispo do Rio de Janeiro e presidente do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013, desde o início da preparação, a Jornada é planejada com uma preocupação com a sustentabilidade. “Há um estudo para que, além da educação ambiental dos jovens, a Jornada seja sustentável. Ela está sendo feita para que seja um modelo para outros eventos. São várias as iniciativas que estão se conjugando em vista deste objetivo”, disse durante reunião com representantes da ONG no COL nesta segunda-feira, 24.

Além da produção dos vídeos, o WWF vai participar de um painel sobre meio ambiente, religião e juventude no Fórum Social da Juventude durante a JMJ. Organizado pela Pastoral da Juventude e a Secretaria de Estado da Juventude do Rio de Janeiro, o Fórum vai ser realizado no Espaço Cidadania no centro da cidade. O painel do WWF será no dia 25 de julho, de 10h às 12h. Cerca de 3mil peregrinos são esperados no Fórum.

Água, Fonte de Vida

O segundo vídeo da série tem como tema a água. Com imagens lúdicas da água, o vídeo busca despertar a noção da necessidade de preservá-la, já que apenas 1% da água do planeta é potável e está disponível na superfície.

“Elemento mais importante da natureza, ela merece um vídeo próprio e a mensagem de que se trata, agora e sempre, da fonte de vida”, explica a nota de explicação da ONG. O primeiro teve como tema o Dia Mundial do Meio Ambiente.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

SOS Mata Atlântica - Para ministra, estrada dentro de Parque do Iguaçu é uma agressão inaceitável

Notícia retirada do Site da SOS Mata Atlântica:
http://www.sosma.org.br/14829/para-ministra-estrada-dentro-de-iguacu-e-inaceitavel/

Para ministra, estrada dentro de Parque do Iguaçu é uma agressão inaceitável
21/06/2013


A ministra Izabella Teixeira (Meio Ambiente) afirmou nesta sexta-feira (21/06) que é um “acinte o Brasil querer reabrir a Estrada do Colono”, que corta o Parque Nacional do Iguaçu, famoso internacionalmente por suas Cataratas. Ela fez o pronunciamento durante o Fórum Mundial de Meio Ambiente, em Foz do Iguaçu.

“Essa é uma disputa que a sociedade já faz há mais de 20 anos, com decisões do Supremo Tribunal Federal. Sou frontalmente contra a reabertura, isso é inaceitável. Não preciso reabrir a estrada para promover o desenvolvimento sustentável no Paraná. Não é que não se possa buscar alternativas para os municípios que estão no entorno do parque, mas não com a sua destruição e reduzindo mais ainda a população de felinos,  como está acontecendo hoje”, disse ela.

A ministra contou que teve o apoio de vários parlamentares para que o assunto não fosse a plenário. “Foi votado na comissão, mas não no plenário”, disse. O Projeto de Lei que propõe a criação da estrada é o nº 7.123/2010.

Para ela, não é possível que um dos parques mais importantes do planeta e referência do país, além de protegido internacionalmente como Patrimônio Natural da Humanidade, seja exposto a uma agressão como essa. “No passado a estrada foi uma agressão”, ressaltou.

Ela felicitou a realização de uma manifestação no próximo domingo (23/06) em defesa do Parque Nacional do Iguaçu. “Não estarei aqui, mas apoio a iniciativa.”

A Fundação SOS Mata Atlântica entregou no evento à ministra e ao governador do Paraná, Beto Richa, ofícios que pedem o esforço de ambos para garantir a integridade do parque e das Unidades de Conservação. A leitura foi feita por Roberto Klabin e Pedro Passos.




Segundo o documento, o caminho fechado por decisão judicial em 2003 em virtude de crimes ao meio ambiente e da utilização da estrada para o tráfego de drogas e contrabando.

O parque abriga o maior remanescente de Mata Atlântica da região Sul do Brasil e protege uma riquíssima biodiversidade. “Essa imensurável riqueza e diversidade biológica somada à paisagem única das Cataratas, de raro valor cênico e patrimonial, fizeram com que o Parque Nacional do Iguaçu se tornasse a primeira Unidade de Conservação do Brasil com o título de Sítio do Patrimônio Mundial Natural conferido pela Unesco, no ano de 1986”, afirma a carta.

Protesto

O ato público em defesa do Parque Nacional do Iguaçu será no domingo (23/06), às 10h30, em frente ao Hotel das Cataratas. A entrada no parque será gratuita.

O objetivo da manifestação é para alertar para as diversas ameaças que o parque tem sofrido. Em 2011, a zona de amortecimento do parque (área que circunda a Unidade de Conservação e dá proteção adicional a ela) foi reduzida de 10 quilômetros para 500 metros. E, mais recentemente, foi autorizada a construção da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, que afeta diretamente o Rio Iguaçu.

(com foto de Juan Guerra e de divulgação do Parque Nacional do Iguaçu)


Área que um dia foi estrada voltou a ter floresta dentro do Parque Nacional do Iguaçu

Área que um dia foi estrada voltou a ter floresta dentro do Parque Nacional do Iguaçu, mas ameaça continua.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

GREENPEACE - One year after Rio+20: The movement for a better world is growing

News from Greenpeace Interantional:
http://www.greenpeace.org/international/en/news/Blogs/makingwaves/one-year-after-rio20/blog/45680/

Blogpost by Daniel Mittler - June 21, 2013 at 17:46

One year after the biggest ever UN Summit closed at Rio de Janeiro, Brazil is in the news again. An impressive and large movement is growing as people stand up for their right to fairly-priced public transport and for a better future for all Brazilians. As with the recent Gezi Park protests in Turkey, the images of police brutality are chilling. But the colourful, humourous and determined spirit of the movement for change is a real inspiration.

A year ago, I hoped that the failure of Rio+20 would motivate more people to mobilize for a better world. I am not saying Rio+20 is the cause of the current protests. But, Rio+20 certainly was a global symbol for governments failing to deliver the decisive transformation we need to achieve a decent environment for all. And while most people now out on the streets will never have read the Rio+20 outcome document, the “movement of movements to f
orce the future we want“ appears to be under way.

A year ago there were encouraging signs: As we launched the Save the Arctic campaign in Rio with a “signal of hope against the despair of the official outcome”, the Guardian´s John Vidal predicted that the fight for the Arctic was “sure to grow into great global causes over the next 20 years“. It looks like he was right. Since then, over 3 million of you have already come together to support our call to keep the oil industry and industrial fishing fleets out of the Arctic. Thank you.

And while things are looking bleak for the Amazon, the coalition of civil society that came together around Rio+20 to demand a zero deforestation law is going from strength to strength. Over 1 million Brazilians are now supporting our call for ending deforestation once and for all. Sadly, the urgency is growing every day as deforestation appears to be on the rise: Trends for the period August 2012 to April 2013 show an increase of 15% compared to the previous year. Meanwhile, conflicts with indigenous communities are multiplying. Stand with Brazil by adding your voice to the call to Save the Amazon.

Rio+20 failed to deliver the energy revolution needed and governments from Canada to Venezuela acted as mouth-pieces for their fossil fuel industries at the Summit. Meanwhile, bodies as varied as the International Energy Agency or the Australian Climate Commision acknowledge that the vast majority of fossil fuel reserves must stay in the ground. Rio+20´s failure increased the need for a global movement to keep fossil fuels in the ground. And that movement, too, is growing - and growing fast. Bill McKibben tells the story of its rise in a seminal Rolling Stone piece; the movement´s movie is online here; next week, 500+ leaders will gather at the Global Power Shift meeting in Istanbul – probably the most important climate event of the year. All of you can join the global resistance against fossil fuel: Pledge to end the age of coal and join the International Day of Action on Coal on June 29th.

As Rio+20 failed to make decisive decisions, the political progress report one year after Rio is mostly about processes. But even there, there are signs of movement building. As you may recall, we put governments under a lot of pressure to move forward on protecting the High Seas at Rio. As a result, governments will decide on the future governance of the High Seas by 2014, at the latest. France is championing the “Oceans Constitution“ we need. To support their efforts they have launched a global, public call to protect the High Seas. Some members of the global elite have already understood the need to end the plunder of the High Seas. I used to campaign against the likes of ex-World Trade Organization head, Pascal Lamy. But that someone like him supports the new Global Oceans Commission and their call for proper governance on the High Seas is encouraging. It doesn´t inpspire me like people on the streets of Rio or Istanbul. But it does give me hope that – with enough political pressure – we may yet get the right political outcome for the High Seas in 2014. Help us build the pressure by signing our call.


One concrete thing that has happened since Rio is that the UN Environment Programme (UNEP) got strengthened a little bit. The UN General Assembly  agreed in December 2012 that UNEP will receive “secure, stable and increased financial resources from the regular budget of the UN“. It was about time to end a state of affairs where UNEP needed to pass around a ´begging bowl´ each year to secure vital funds for environmental protection. Other new bodies initiated in Rio – such as a High Level Political Forum on sustainable development - are still on the drawing board. The fundamental reform of global governance that we need will not happen without much more pressure from the streets.

Governments at Rio+20 argued that the launch of a three year process to develop Sustainable Development Goals was a major breakthrough. And so it would be, if these goals were to enshrine important global goals – such as protecting the Arctic for all. However, as governments spent months arguing over who should be in the working group (some 70 nations now share 30 official slots ...), the best that can be said is that this global conversation is now - finally - under way. We hope the Co-Chairs will be bold – and not as timid as the High Level Panel on the (parallel) post-2015 development agenda.

A year after Rio, I feel less exhausted than I did after that negotiations marathon. I feel as angry as ever about our governments failing to take the decisive action we need. But I am truly inspired by the movements for a just, fair and sustainable world that does seem to be growing and gaining in strength. A year ago, I called for more movements to rise up. But not in my wildest dreams did I expect that one year later protest movements the world over where making their voice heard – and making the front pages. Let´s build on the current momentum. Let´s redouble our efforts and make sure that soon - a year from now - governments and corporations will have no choice but to finally deliver the future we want.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

SOS Mata Atlântica - Conheça o resultado do concurso #MeioAmbienteEuCuido!

Notícia retirada do Site da SOS Mata Atlântica:
http://www.sosma.org.br/14807/conheca-o-resultado-do-concurso-meioambienteeucuido/

Conheça o resultado do concurso #MeioAmbienteEuCuido!
20/06/2013

Na semana do Meio Ambiente, a SOS Mata Atlântica lançou um concurso cultural no seu Twitter @sosma. Os seguidores da SOS Mata Atlântica no Twitter foram convidados a refletir sobre a importância do nosso ambiente e enviar, até 16/6, um ou mais tweets respondendo à pergunta: “Como você cuida do Meio Ambiente?”, utilizando a hashtag #MeioAmbienteEuCuido.


A vencedora foi a Juliana S. (@juliana0cat)! Ela vai levar um kit da loja SOS Mata Atlântica contendo:



1 (uma) Jaqueta Azul ou Verde Marinho:
https://loja.sosma.org.br/Front.php/Produtos/index/Categoria/121/Pai/92;
1 (uma) Mochila Universitária de Lona Reciclada: https://loja.sosma.org.br/Front.php/Produtos/Produto/item/404/categoria/95;
1 (uma) Caneca Bandeira:
https://loja.sosma.org.br/Front.php/Produtos/Produto/item/239/categoria/28;
1 (um) Relógio Bandeira Masculino ou Feminino:
https://loja.sosma.org.br/Front.php/Produtos/Produto/item/69/categoria/10;
1 (uma) Camiseta Bandeira Branca:
https://loja.sosma.org.br/Front.php/Produtos/Produto/item/59/categoria/9

Recebemos muitas frases bacanas e agradecemos a todos os participantes!
Juliana, parabéns pela criatividade!


SOS Mata Atlântica - Manifestação em defesa do Parque do Iguaçu

Notícia retirada do Site da SOS Mata Atlântica:
http://www.sosma.org.br/14823/2306-manifestacao-em-defesa-do-parque-do-iguacu/


20/06/2013

O Parque Nacional do Iguaçu – orgulho brasileiro, Patrimônio Natural da Humanidade e lugar famoso mundialmente por conta do seu exuberante conjunto de Cataratas – está ameaçado. Ele é o segundo parque nacional mais visitado do Brasil, mas corre risco.

Em 2011, a zona de amortecimento do Parque (área que circunda a Unidade de Conservação e dá proteção adicional a ela) foi reduzida de 10 quilômetros para 500 metros. Mais recentemente, foi autorizada a construção da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, que afeta diretamente o Rio Iguaçu. Agora, um Projeto de Lei (PL no 7.123/2010) propõe a construção da “Estrada-Parque Caminho do Colono”, que cortará ao meio um dos últimos remanescentes florestais contínuos de Mata Atlântica. A “Estrada-Parque” impactará e colocará sob ameaça a conservação da biodiversidade em Iguaçu.

Para a construção da Estrada, o PL prevê ainda uma alteração da Lei 9.985/2000 do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), que prejudica não só o Parque Nacional do Iguaçu como as outras Unidades de Conservação nacionais. Por isso, às 10h30 do dia 23/06/2013, será realizado um Ato Público em Defesa do Parque Nacional do Iguaçu. Local: Área de visitação do Parque Nacional do Iguaçu, em frente às Cataratas (Hotel das Cataratas).

Os interessados em participar entrarão gratuitamente no Parque Nacional do Iguaçu. Basta estar no portão entre 9h30 e 10h, de onde seguirão em ônibus até o Hotel das Cataratas.


quarta-feira, 19 de junho de 2013

Bola de futebol - Sorteio de 19/06/2013

Estamos divulgando os ganhadores do sorteio de 19/06/2013.

São eles:
ERIKA SANTOS, que vai receber pelo correio uma bola Cafusa por ter avatar na Rede Azerox!
Parabéns!

E mais: AFONSO PETRY JR, FABRICIO BIAZZOTTO, DIEGO FELIPE CRUZ e JOAQUIM GONÇALVES ELIAS JÚNIOR.
Parabéns a todos!
Estes levam uma bola de futebol cada um.

Estes sortudos devem responder os emails que foram encaminhados, com as informações de endereço para que possamos enviar seus prêmios pelo correio!

Dia 26/06/2013 teremos mais um sorteio! Serão mais 5 bolas, e é muito fácil de participar.
Ainda está em tempo. Corra!


Para isso, faça seu cadastro na Rede Azerox com a sua conta de Facebook.
Ao permitir nosso APP, você poderá postar suas mensagens com sua voz (alem de texto e imagem), e enviá-las também para o seu Facebook, e assim a sua voz estará lá, na sua timeline. Vamos experimente e veja como é fácil!





Olha quem já está usando o AZEROX APP para colocar sua voz no Facebook!


quinta-feira, 13 de junho de 2013

GREENPEACE - Greenpeace cifra en 22.000 las muertes prematuras provocadas por las mayores térmicas de carbón de la UE en 2010

Noticias del sitio Web de GREENPEACE:
http://www.greenpeace.org/espana/es/news/2013/Junio/Greenpeace-cifra-en-22000-las-muertes-prematuras-provocadas-por-las-mayores-termicas-de-carbon-de-la-UE-en-2010/


En España se produjeron más de 500 fallecimientos por esta causa, a pesar de que aún no habían entrado en vigor las subvenciones a la quema de carbón
Reportaje - junio 13, 2013


Greenpeace ha hecho público el informe Silent Killers (asesinos silenciosos) (1) que analiza los impactos que provoca en la salud de los europeos la quema de carbón en 300 de las mayores centrales térmicas del continente.

Los datos del estudio, recopilados por una investigación de la Universidad de Stuttgart (Alemania), demuestran que las muertes prematuras relacionadas con la contaminación de estas instalaciones en el año 2010 ascendieron a 22.000 personas, y calcula que de materializarse las 50 de nuevas centrales térmicas de carbón proyectadas en la Unión Europea, esta cifra ascendería a  2.700 fallecimientos cada año.

El informe pone de manifiesto que en España, donde destacan los datos de las grandes centrales propiedad de EON, ENEL-Endesa e Iberdrola, en ese año se produjo más de medio millar de fallecimientos prematuros, a pesar de que los datos corresponden a la etapa inmediatamente anterior a la entrada en vigor del Real Decreto que subvenciona la quema de carbón nacional, cuando esta fuente de energía ocupaba una parte más reducida del mix energético. El estudio también eleva a 120.000 los días laborables perdidos y a 5.800 los años perdidos en cuanto a esperanza de vida.

Greenpeace ha recordado que, con posterioridad a la entrada en vigor del Real Decreto de subvención a la quema de carbón nacional, España se ha convertido en uno de los países con mayores aumentos de emisiones y ha insistido en la viabilidad técnica y económica de un sistema energético basado íntegramente en energías renovables en 2050 que no sólo permitiría frenar el cambio climático, sino detener los impactos que los combustibles fósiles tienen en la salud.

El estudio también destaca que en los países más afectados por los impactos de estas instalaciones, como Polonia, Bulgaria o la República Checa, murieron más personas en 2010 a causa del carbón que por los accidentes de tráfico.

"Las centrales térmicas de carbón emiten millones de toneladas de gases tóxicos y partículas que provocan graves impactos ambientales, económicos y sociales. Enfermedades respiratorias, cáncer o ataques al corazón, son algunas de las consecuencias de que nuestros políticos cedan a la presión de las grandes eléctricas para seguir explotando fuentes de energía obsoletas e innecesarias", ha declarado Aida Vila, responsable de la Campaña Cambio Climático y Energía de Greenpeace.

La organización ecologista ha señalado que la reforma energética que está preparando el Gobierno debe ir en este sentido y hacer caso de las recomendaciones de la Agencia Internacional de la Energía que en su último informe destaca la necesidad de eliminar progresivamente el carbón del mix energético para alcanzar las reducciones de emisiones necesarias para frenar el calentamiento global (2).

Para Greenpeace, esto tiene que suceder antes de 2040 y conseguirlo pasa por establecer un nuevo paquete de objetivos climáticos y energéticos europeos para 2030, en el que se incluya una reducción de emisiones del 55%, un 45% de implantación de renovables y objetivos de eficiencia energética vinculantes para asegurar una trayectoria ascendente en cuanto a protección climática y ambiental, pero también económica y social.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Bola de futebol - Sorteio de 12/06/2013

Estamos divulgando os ganhadores do sorteio de 12/06/2013.

São eles:
Fábia di Luccia, que vai receber pelo correio uma bola Cafusa por ter avatar na Rede Azerox!
Parabéns!

E mais: Emmanuel Alves, Lorena Abrantes, Nivas Gallo e Stewart Mendes.
Parabéns a todos!
Estes levam uma bola de futebol cada um.

Estes sortudos devem responder os emails que foram encaminhados, com as informações de endereço para que possamos enviar seus prêmios pelo correio!

Dia 19/06/2013 teremos mais um sorteio! Serão mais 5 bolas, e é muito fácil de participar.
Ainda está em tempo. Corra!


Para isso, faça seu cadastro na Rede Azerox com a sua conta de Facebook.
Ao permitir nosso APP, você poderá postar suas mensagens com sua voz (alem de texto e imagem), e enviá-las também para o seu Facebook, e assim a sua voz estará lá, na sua timeline. Vamos experimente e veja como é fácil!





Olha quem já está usando o AZEROX APP para colocar sua voz no Facebook!


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Bola de futebol - Sorteio de 05/06/2013

Estamos divulgando os ganhadores do sorteio de 05/06/2013.

São eles:
Livia Scattolini que vai receber pelo correio uma bola Cafusa por ter avatar na Rede Azerox! Parabéns!

E mais: Jean Lenon Alessi, Naldo Madeira, Gabriel Campanha e Rafael Ribeiro Alves.
Parabéns a todos!
Estes levam uma bola de futebol cada um.

Estes sortudos devem responder os emails que foram encaminhados, com as informações de endereço para que possamos enviar seus prêmios pelo correio!

Dia 12/06/2013 teremos mais um sorteio! Serão mais 5 bolas, e é muito fácil de participar.
Ainda está em tempo. Corra!


Para isso, faça seu cadastro na Rede Azerox com a sua conta de Facebook.
Ao permitir nosso APP, você poderá postar suas mensagens com sua voz (alem de texto e imagem), e enviá-las também para o seu Facebook, e assim a sua voz estará lá, na sua timeline. Vamos experimente e veja como é fácil!





Olha quem já está usando o AZEROX APP para colocar sua voz no Facebook!


WWF - JMJ e WWF lançam vídeo pelo Dia Mundial do Meio Ambiente

JMJ e WWF lançam vídeo pelo Dia Mundial do Meio Ambiente

Notícia do site da JMJ:
http://www.rio2013.com/pt/noticias/detalhes/2257/jmj-e-wwf-lancam-video-pelo-dia-mundial-do-meio-ambiente

05/06/2013 - JMJ RIO2013

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente e lembrar aos fiéis a respeito da importância da natureza na vida de cada um, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013, em parceria com WWF, apresenta neste dia 5 de junho o vídeo “We are all connected”.



Nele, uma teia de conexões retrata simbolicamente a vida e todos os seres, sempre interligados a uma única origem. O filme impulsiona os espectadores a seguirem a mensagem e conservarem o meio ambiente com fé, esperança e unidade. O vídeo mostra ainda que estamos conectados, e por isso, todos devemos ser protetores da natureza.

Desde 1972, a data tem um significado diferente e especial quando, durante a Conferência de Estocolmo sobre Ambiente Humano, foi criado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Desde então, este marco é usado em todo o planeta para reforçar a necessidade de conservação dos recursos naturais.

Sobre a Rede WWF

A Rede WWF é uma das maiores e mais respeitadas organizações ambientalistas independentes do mundo.  O WWF tem o apoio de quase 5 milhões de pessoas e dispõe de uma rede mundial que atua em mais de 100 países. A missão da Rede WWF é interromper a degradação do meio ambiente e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza.

Saiba mais sobre as ações e projetos de sustentabilidade ambiental da JMJ Rio2013 na reportagem Jornada Mundial da Juventude deixará legado ambiental.